Feeds:
Posts
Comments

Archive for the ‘Uncategorized’ Category

IV MOSTRA DE BOLLYWOOD E CINEMA INDIANO

06 de julho a 05 de agosto de 2010

A Cinemateca Brasileira, com o apoio do Consulado Geral da Índia em São Paulo e da Academia Internacional de Cinema (AIC), promove a quarta edição da MOSTRA DE BOLLYWOOD E CINEMA INDIANO.

Iniciativa consolidada no calendário de programação da Cinemateca, conta com uma seleção imperdível de clássicos e produções recentes do cinema indiano. Com curadoria da cineasta Beatriz Seigner, diretora da primeira co-produção Brasil-Índia, Bollywood dream (2010), e do pesquisador do cinema indiano Ibirá Machado, a mostra é composta por 16 filmes, boa parte deles inéditos no Brasil. Pela primeira vez, os amantes do cinema indiano poderão assistir à maioria dos títulos em cópias 35mm trazidas especialmente para o Brasil pelo Consulado Geral da Índia.

Reunindo nomes consagrados da cinematografia indiana como Satyajit Ray, Mani Ratnam, Santosh Sivan, Shyam Benegal, Raj Kapoor, Rajaram Vankudre Shantaram, entre outros, a curadoria dedica especial atenção às produções que tratam de conflitos históricos ligados à formação da identidade da nação indiana. Dentro deste recorte, a mostra contempla clássicos como Garm hava (1973), de M.S. Sathyu, um dos únicos filmes indianos a tratar do impacto da divisão do país, em 1947, sobre a comunidade muçulmana. Garm hava foi indicado a Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1974. Mirch masala (1985), de Ketan Mehta, se passa na Índia sob o domínio britânico, e Dil Se.. (1998) é a última parte da trilogia do diretor Mani Ratnam dedicada ao terrorismo. Fechando este recorte, a mostra exibe novamente Theeviravaathi: The terrorist (1999), premiado filme de Santosh Sivan, comprado e distribuído nos Estados Unidos pelo ator John Malkovich.

Entre muitas atrações, merecem destaque especial clássicos como Awaara (1951), de Raj Kapoor, cineasta batizado por historiadores e fãs como o “Chaplin do cinema indiano”; A canção da estrada (1955), obra-prima de estreia do diretor Satyajit Ray, filme que deu origem à famosa Trilogia de Apu, premiado no Festival de Cannes de 1956; Do Ankhen Barah Haath (1957), de Rajaram Vankudre Shantaram, premiado com o Urso de Prata no Festival de Berlim de 1958. Há também títulos raros como Ghare-Baire, também de Satyajit Ray, indicado a Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1984; Ankur (1974), de Shyam Benegal, considerado pela crítica um dos representantes do “Paralellal Cinema”, movimento de vanguarda conhecido como a Nouvelle Vague Indiana.

A IV MOSTRA DE BOLLYWOOD E CINEMA INDIANO também inclui uma série de produções dos anos 2000 como Zubeidaa (2001), de Shyam Benegal, Hum tumhare hain sanam (2002), de K.S. Adiyaman, e Baghban (2003), de Ravi Chopra.


Não indicado para menores de 14 anos


CINEMATECA BRASILEIRA

Largo Senador Raul Cardoso, 207

próxima ao Metrô Vila Mariana

Outras informações: (11) 3512-6111 (ramal 215)

www.cinemateca.gov.br

Ingressos: R$ 8,00 (inteira) / R$ 4,00 (meia-entrada)

Atenção: estudantes do Ensino Fundamental e Médio de escolas públicas têm direito à entrada gratuita mediante a apresentação da carteirinha.


PROGRAMAÇÃO

06.07 | TERÇA

SALA CINEMATECA BNDES

18h00 KANNATHIL MUTHAMITTAL

20h30 A CANÇÃO DA ESTRADA


07.07 | QUARTA

SALA CINEMATECA BNDES

19h30 AWAARA


08.07 | QUINTA

SALA CINEMATECA BNDES

18h00 DO ANKHEN BARAH HAATH

21h00 27 DOWN


09.07 | SEXTA

SALA CINEMATECA BNDES

15h00 ANKUR

17h30 GHARE-BAIRE


10.07 | SÁBADO

SALA CINEMATECA BNDES

14h00 THEEVIRAVAATHI: THE TERRORIST

16h00 DIL SE..


11.07 | DOMINGO

SALA CINEMATECA BNDES

19h30 ZUBEIDAA


13.07 | TERÇA

SALA CINEMATECA PETROBRAS

19h30 DIL SE..


14.07 | QUARTA

SALA CINEMATECA PETROBRAS

18h00 ANKUR

20h30 ZUBEIDAA


15.07 | QUINTA

SALA CINEMATECA PETROBRAS

18h00 A CANÇÃO DA ESTRADA

20h30 GHARE-BAIRE


16.07 | SEXTA

SALA CINEMATECA PETROBRAS

18h30 27 DOWN

21h00 KANNATHIL MUTHAMITTAL


17.07 | SÁBADO

SALA CINEMATECA PETROBRAS

19h00 AWAARA


18.07 | DOMINGO

SALA CINEMATECA PETROBRAS

16h00 DO ANKHEN BARAH HAATH


20.07 | TERÇA

SALA CINEMATECA BNDES

19h30 PARDES


21.07 | QUARTA

SALA CINEMATECA BNDES

18h00 EK DIN PRATIDIN

20h00 BAGHBAN


22.07 | QUINTA

SALA CINEMATECA PETROBRAS

19h00 HUM TUMHARE HAIN SANAM


23.07 | SEXTA

SALA CINEMATECA BNDES

18h00 MIRCH MASALA

20h30 GARM HAVA


24.07 | SÁBADO

SALA CINEMATECA BNDES

16h30 HUM TUMHARE HAIN SANAM

19h30 BAGHBAN


25.07 | DOMINGO

SALA CINEMATECA BNDES

18h00 GARM HAVA

20h30 EK DIN PRATIDIN


27.07 | TERÇA

SALA CINEMATECA BNDES

18h30 THEEVIRAVAATHI: THE TERRORIST

20h30 MIRCH MASALA


28.07 | QUARTA

SALA CINEMATECA BNDES

19h30 DO ANKHEN BARAH HAATH


29.07 | QUINTA

SALA CINEMATECA BNDES

19h30 AWAARA


30.07 | SEXTA

SALA CINEMATECA BNDES

18h00 GARM HAVA

20h30 GHARE-BAIRE


31.07 | SÁBADO

SALA CINEMATECA BNDES

18h30 EK DIN PRATIDIN

20h30 A CANÇÃO DA ESTRADA


01.08 | DOMINGO

SALA CINEMATECA PETROBRAS

20h30 27 DOWN

SALA CINEMATECA BNDES

15h30 PARDES


03.08 | TERÇA

SALA CINEMATECA PETROBRAS

19h00 ZUBEIDAA

04.08 | QUARTA

SALA CINEMATECA PETROBRAS

19h00 MIRCH MISALA


05.08 | QUINTA

SALA CINEMATECA PETROBRAS

19h00 BAGHBAN


FICHAS TÉCNICAS E SINOPSES

27 down, de Awtar Krishna Kaul

Índia, 1974, 35mm, pb, 118’ | Legendas em inglês

Sudhir Dalvi, Om Shivpuri, Sadhu Meher, M.K. Raina

Menino vive com o pai, um motorista de trens, numa pequena cidade da Índia. Depois de um acidente, seu pai torna-se bilheteiro da estação e o garoto começa a gastar seus dias perambulando em meio aos vagões. Quando jovem, ele encontra numa de suas viagens uma bela jovem com quem passa a se relacionar. Acreditando que ela está apaixonada, é supreendido quando a moça o apresenta a um velho, na verdade, seu marido. Insatisfeito, o rapaz empreende uma busca para tentar descobrir os motivos que levaram-na a mentir para ele. Premiado no Festival de Locarno de 1974.

qui 08 21h00 | sex 16 18h30 | dom 01 20h30

Ankur, de Shyam Benegal

Índia, 1974, 35mm, cor, 131’ | Legendas em inglês | Exibição em DVCam

Shabana Azmi, Sadhu Meher, Anant Nag, Dalip Tahil

Mulher vive com o marido num humilde vilarejo indiano. O esposo é surdo-mudo e, juntos, eles trabalham para um rico senhor. A situação de ambos altera-se radicalmente quando o filho do proprietário, de regresso à casa paterna, apaixona-se por ela. Indicado ao Urso de Ouro no Festival de Berlim de 1974, Ankur foge aos padrões de linguagem do cinema comercial indiano. É considerado pela crítica um dos representantes do “Paralellal Cinema”, movimento de vanguarda também conhecido como a Nouvelle Vague Indiana.

sex 09 15h00 | qua 14 18h00

Awaara, de Raj Kapoor

Índia, 1951, 35mm, pb, 193’ | Legendas em português

Prithviraj Kapoor, Raju, Nargis, Leela Chitnis

Rapaz é abandonado pelo pai, um juiz, anos depois de sua mãe ter sido expulsa de casa. Desamparado, aproxima-se de um punguista, mas, tempos depois, descobre que o malandro foi o responsável pela crise que encerrou o casamento de seus pais. Revoltado, ele mata o homem e é preso. No julgamento, terá como advogada de defesa uma antiga namorada e, como juiz, seu próprio pai. Ator, produtor e cineasta, Raj Kapoor recebeu de historiadores e fãs o título de “Chaplin do cinema indiano”. Seus filmes alcançaram enorme sucesso não só na Índia, chegando a circular pelo Oriente Médio, União Soviética e China. O vagabundo concorreu ao Grande Prêmio do Júri no Festival de Cannes de 1953.

qua 07 19h30 | sáb 17 19h00 | qui 29 19h30

Baghban, de Ravi Chopra

Índia, 2003, 35mm, cor, 183’ | Legendas em português

Amitabh Bachchan, Hema Malini, Paresh Rawal, Lillete Dubey

Casal de indianos dedicou-se a vida toda para os filhos, investindo suas economias para o bem-estar de todos, dando-lhes amor e conforto. Quando o pai decide se aposentar, nenhum dos quatro filhos biológicos se dispõem a cuidar dos pais e eles passam a depender da hospitalidade de estranhos até o dia em que velho resolve escrever um livro narrando a dura experiência familiar.

qua 21 20h00 | sáb 24 19h30 | qui 05 19h00

A canção da estrada (Pather Panchali), de Satyajit Ray

Índia, 1955, 35mm, pb, 122’ | Legendas em português

Kanu Bannerjee, Karuna Bannerjee, Subir Bannerjee, Uma Das Gupta

Obra-prima de estreia do diretor Satyajit Ray, filme que deu origem à famosa Trilogia de Apu. Filme moderno que dialoga com o neo-realismo italiano, com o cinema de Jean Renoir e com o cinema clássico americano. Menino vive com a família num pobre vilarejo indiano. Seu pai, um curandeiro sonhador e poeta é forçado a deixar a casa onde moram para buscar trabalho. Premiado no Festival de Cannes de 1956.

ter 06 20h30 | qui 15 18h00 | sáb 31 20h30

Dil Se.., de Mani Ratnam

Índia, 1998, 35mm, cor, 163’ | Legendas em português

Shahrukh Khan, Manisha Koirala, Preity Zinta, Raghuvir Yadav

A serviço de uma rádio, descendente de militares viaja pela Índia na tentativa de fazer entrevistas sobre o 50º aniversário da Independência Indiana. Numa de suas jornadas, apaixona-se por uma bela e misteriosa mulher envolvida em atentados terroristas. Melodrama político, Dil Se.. é a última parte da trilogia do diretor Mani Ratnam dedicada ao terrorismo. Premiado no Festival de Berlim de 1998.

sáb 10 16h00 | ter 13 19h30

Do ankhen barah haath, de Rajaram Vankudre Shantaram

Índia, 1957, 35mm, pb, 143’ | Legendas em português

Rajaram Vankudre Shantaram, Sandhya, Ulhas, B.M. Vyas

Guarda de uma prisão tenta reabilitar seis terríveis assassinos levando-os para trabalhar numa fazenda abandonada. Para compor a história do filme, baseada em fatos reais, o cineasta inspirou-se nos preceitos da filosofia de Gandhi. Clássico da cinematografia indiana, foi premiado com o Urso de Prata no Festival de Berlim de 1958. Além disso, foi também indicado ao Globo de Ouro em 1959.

qui 08 18h00 | dom 18 16h00 | qua 28 19h30

Ek din pratidin, de Mrinal Sen

Índia, 1979, 35mm, cor, 95’ | Legendas em espanhol

Mamata Shankar, Gita Sen, Sreela Majumdar, Satya Banerjee

Como todos os dias, uma família aguarda ansiosamente a chegada de uma de suas filhas – uma operária que sustenta toda a casa. No entanto, nesta noite, a jovem não retorna para o lar depois do trabalho. À medida em que as horas passam, a espera dos familiares torna-se cada vez mais angustiante até chegar ao desespero. Diretor de orientação marxista, Mrinal Sen é autor de obras de forte cunho político. Ek din pratidin concorreu a Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1980.

qua 21 18h00 | dom 25 20h30 | sáb 31 18h30

Garm hava, de M.S. Sathyu

Índia, 1973, 35mm, cor, 146’ | Legendas em espanhol

Balraj Sahni, A.K. Hangal, Gita Siddharth, Jamal Hashmi

A dramática situação de uma família muçulmana que decide permanecer na Índia após a divisão do país em 1947 – a partilha, resultado do movimento de independência chefiado por Mahatma Gandhi, levou à criação da República da Índia e da República Islâmica do Paquistão.

Considerado uma das expressões da vanguarda do Paralellal Cinema, Garm hava é um dos únicos filmes indianos a tratar do impacto da divisão do país sobre a comunidade muçulmana. Concorreu a Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1974.

sex 23 20h30 | dom 25 18h00 | sex 30 18h00

Ghare-Baire, de Satyajit Ray

Ìndia, 1984, 35mm, cor, 140’ | Legendas em português

Soumitra Chatterjee, Victor Banerjee, Swatilekha Chatterjee, Gopa Aich

Desafiando tradições familiares, mulher é incentivada pelo marido a ter uma educação liberal e universitária. A relação entre ambos é abalada quando seu marido a apresenta para um amigo engajado nas lutas contra a Coroa britânica. Neste filme, Satyajit Ray trata da emancipação da mulher num contexto de repressão e controle social. Concorreu a Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1984.

sex 09 17h30 | qui 15 20h30 | sex 30 20h30

Hum tumhare hain sanam, de K.S. Adiyaman

Índia, 2002, 35mm, cor, 172’ | Legendas em português

Salman Khan, Shahrukh Khan, Madhuri Dixit, Atul Agnihotri

Homem se casa com a mulher por quem foi apaixonado desde a infância. Apesar do amor que a esposa lhe dedica, ele passa a suspeitar que ela tenha um caso amoroso com um velho amigo, a quem conhece desde menina. Incitado pelo ciúme, o marido pede o divórcio. Ainda que ela suplique, seu ódio cresce a cada dia.

qui 22 19h00 | sáb 24 16h30

Kannathil Muthamittal, de Mani Ratnam

Índia, 2002, 35mm, cor/pb, 123’ | Legendas em português

Madhavan, J.D. Chakravarthi, Nandita Das, P.S. Keerthana

Incitada pelo marido, membro do grupo separatista Tamil Tiger, uma mulher entrega a filha para a adoção. Tempos depois, a fim de conhecer seus pais biológicos, a menina, já com nove anos, decide voltar para casa e é envolvida pela guerra civil que acomete a região. Sua mãe terá de lidar com a possibilidade de ela se tornar uma das crianças guerrilheiras do Tamil Tiger.

Premiado no Festival de Cinema de Jerusalém de 2003.

ter 06 18h00 | sex 16 21h00

Mirch masala, de Ketan Mehta

Índia/Inglaterra, 1985, 35mm, cor, 128’ | Legendas em português

Ram Gopal Bajaj, Benjamin Gilani, Mohan Gokhale, Nina Kulkarni

Na Índia sob o jugo britânico, uma mulher dá uma surra num fiscal de impostos que quer obrigá-la a se deitar com ele. Ela se esconde dos soldados que saem em seu encalço colocando toda os moradores da cidade onde mora na luta contra as autoridades.

sex 23 18h00 | ter 27 20h30 | qua 04 19h00

Pardes, de Subhash Ghai

Índia, 1997, 35mm, cor, 191’ | Legendas em português

Shahrukh Khan, Amrish Puri, Mahima Chaudhry, Apoorva Agnihotri

Bem-sucedido nos negócios, indiano vive nos Estados Unidos mas sente saudades de sua terra natal. A fim de encontrar uma mulher para seu filho, ele resolve então voltar para a Índia. Encontra a futura nora na casa de um velho amigo e, tempos depois, os dois jovens se casam e passam a morar também nos Estados Unidos. No entanto, logo a moça descobre que seu marido tem um especial gosto por bebidas alcóolicas.

ter 20 19h30 | dom 01 15h30

Theeviravaathi: The terrorist, de Santosh Sivan

Índia, 1999, 35mm, cor, 95’ | Legendas em português | Exibição em betacam digital

Ayesha Dharker, K. Krishna, Sonu Sisupal, Vishwas

Produção independente inspirada por eventos em torno do assassinato do ex-Primeiro Ministro Rajiv Gandhi. Jovem se alia a uma organização terrorista e voluntaria-se para matar um político num ataque suicida. Em meio aos preparativos, ela descobre que está grávida. Hesitante, passa a questionar a natureza do sacrifício que está prestes a fazer. Primeiro filme indiano exibido no Sundance Film Festival, foi comprado e distribuído nos Estados Unidos pelo ator John Malkovich.

sáb 10 14h00 | ter 27 18h30

Zubeidaa, de Shyam Benegal

Índia, 2001, 35mm, cor, 153’ | Legendas em português

Karisma Kapoor, Rajit Kapoor, Surekha Sikri, Amrish Puri

Filha de cineasta, uma jovem trabalha secretamente como atriz. Ao tomar conhecimento do  ofício da filha, o pai a proíbe de atuar e lhe arranja um casamento. Ela dá luz a um filho e tudo parece estar bem quando uma briga familiar faz com que seu marido peça o divórcio. Atriz consagrada, uma das principais estrelas de Bollywood, Karisma Kapoor interpreta o papel da jovem Zubeida.

dom 11 19h30 | qua 14 20h30 | ter 03 19h00

IV MOSTRA DE BOLLYWOOD E CINEMA INDIANO
06 de julho a 05 de agosto de 2010
A Cinemateca Brasileira, com o apoio do Consulado Geral da Índia em São Paulo
e da Academia Internacional de Cinema (AIC), promove a quarta edição da MOSTRA DE
BOLLYWOOD E CINEMA INDIANO.
Iniciativa consolidada no calendário de programação da Cinemateca, conta com uma
seleção imperdível de clássicos e produções recentes do cinema indiano. Com curadoria da
cineasta Beatriz Seigner, diretora da primeira co-produção Brasil-Índia, Bollywood dream
(2010), e do pesquisador do cinema indiano Ibirá Machado, a mostra é composta por 16 filmes,
boa parte deles inéditos no Brasil. Pela primeira vez, os amantes do cinema indiano poderão
assistir à maioria dos títulos em cópias 35mm trazidas especialmente para o Brasil pelo
Consulado Geral da Índia.
Reunindo nomes consagrados da cinematografia indiana como Satyajit Ray, Mani
Ratnam, Santosh Sivan, Shyam Benegal, Raj Kapoor, Rajaram Vankudre Shantaram, entre
outros, a curadoria dedica especial atenção às produções que tratam de conflitos históricos
ligados à formação da identidade da nação indiana. Dentro deste recorte, a mostra contempla
clássicos como Garm hava (1973), de M.S. Sathyu, um dos únicos filmes indianos a tratar
do impacto da divisão do país, em 1947, sobre a comunidade muçulmana. Garm hava foi
indicado a Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1974. Mirch masala (1985), de Ketan
Mehta, se passa na Índia sob o domínio britânico, e Dil Se.. (1998) é a última parte da trilogia
do diretor Mani Ratnam dedicada ao terrorismo. Fechando este recorte, a mostra exibe
novamente Theeviravaathi: The terrorist (1999), premiado filme de Santosh Sivan, comprado
e distribuído nos Estados Unidos pelo ator John Malkovich.
Entre muitas atrações, merecem destaque especial clássicos como Awaara (1951), de
Raj Kapoor, cineasta batizado por historiadores e fãs como o “Chaplin do cinema indiano”; A
canção da estrada (1955), obra-prima de estreia do diretor Satyajit Ray, filme que deu origem
à famosa Trilogia de Apu, premiado no Festival de Cannes de 1956; Do Ankhen Barah Haath
(1957), de Rajaram Vankudre Shantaram, premiado com o Urso de Prata no Festival de Berlim
de 1958. Há também títulos raros como Ghare-Baire, também de Satyajit Ray, indicado a
Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1984; Ankur (1974), de Shyam Benegal, considerado
pela crítica um dos representantes do “Paralellal Cinema”, movimento de vanguarda conhecido
como a Nouvelle Vague Indiana.
A IV MOSTRA DE BOLLYWOOD E CINEMA INDIANO também inclui uma série de
produções dos anos 2000 como Zubeidaa (2001), de Shyam Benegal, Hum tumhare hain
sanam (2002), de K.S. Adiyaman, e Baghban (2003), de Ravi Chopra.
Não indicado para menores de 14 anos
CINEMATECA BRASILEIRA
Largo Senador Raul Cardoso, 207
próxima ao Metrô Vila Mariana
Outras informações: (11) 3512-6111 (ramal 215)
http://www.cinemateca.gov.br
Ingressos: R$ 8,00 (inteira) / R$ 4,00 (meia-entrada)
Atenção: estudantes do Ensino Fundamental e Médio de escolas públicas têm direito à
entrada gratuita mediante a apresentação da carteirinha.
PROGRAMAÇÃO
06.07 | TERÇA
SALA CINEMATECA BNDES
18h00 KANNATHIL MUTHAMITTAL
20h30 A CANÇÃO DA ESTRADA
07.07 | QUARTA
SALA CINEMATECA BNDES
19h30 AWAARA
08.07 | QUINTA
SALA CINEMATECA BNDES
18h00 DO ANKHEN BARAH HAATH
21h00 27 DOWN
09.07 | SEXTA
SALA CINEMATECA BNDES
15h00 ANKUR
17h30 GHARE-BAIRE
10.07 | SÁBADO
SALA CINEMATECA BNDES
14h00 THEEVIRAVAATHI: THE TERRORIST
16h00 DIL SE..
11.07 | DOMINGO
SALA CINEMATECA BNDES
19h30 ZUBEIDAA
13.07 | TERÇA
SALA CINEMATECA PETROBRAS
19h30 DIL SE..
14.07 | QUARTA
SALA CINEMATECA PETROBRAS
18h00 ANKUR
20h30 ZUBEIDAA
15.07 | QUINTA
SALA CINEMATECA PETROBRAS
18h00 A CANÇÃO DA ESTRADA
20h30 GHARE-BAIRE
16.07 | SEXTA
SALA CINEMATECA PETROBRAS
18h30 27 DOWN
21h00 KANNATHIL MUTHAMITTAL
17.07 | SÁBADO
SALA CINEMATECA PETROBRAS
19h00 AWAARA
18.07 | DOMINGO
SALA CINEMATECA PETROBRAS
16h00 DO ANKHEN BARAH HAATH
20.07 | TERÇA
SALA CINEMATECA BNDES
19h30 PARDES
21.07 | QUARTA
SALA CINEMATECA BNDES
18h00 EK DIN PRATIDIN
20h00 BAGHBAN
22.07 | QUINTA
SALA CINEMATECA PETROBRAS
19h00 HUM TUMHARE HAIN SANAM
23.07 | SEXTA
SALA CINEMATECA BNDES
18h00 MIRCH MASALA
20h30 GARM HAVA
24.07 | SÁBADO
SALA CINEMATECA BNDES
16h30 HUM TUMHARE HAIN SANAM
19h30 BAGHBAN
25.07 | DOMINGO
SALA CINEMATECA BNDES
18h00 GARM HAVA
20h30 EK DIN PRATIDIN
27.07 | TERÇA
SALA CINEMATECA BNDES
18h30 THEEVIRAVAATHI: THE TERRORIST
20h30 MIRCH MASALA
28.07 | QUARTA
SALA CINEMATECA BNDES
19h30 DO ANKHEN BARAH HAATH
29.07 | QUINTA
SALA CINEMATECA BNDES
19h30 AWAARA
30.07 | SEXTA
SALA CINEMATECA BNDES
18h00 GARM HAVA
20h30 GHARE-BAIRE
31.07 | SÁBADO
SALA CINEMATECA BNDES
18h30 EK DIN PRATIDIN
20h30 A CANÇÃO DA ESTRADA
01.08 | DOMINGO
SALA CINEMATECA PETROBRAS
20h30 27 DOWN
SALA CINEMATECA BNDES
15h30 PARDES
03.08 | TERÇA
SALA CINEMATECA PETROBRAS
19h00 ZUBEIDAA
04.08 | QUARTA
SALA CINEMATECA PETROBRAS
19h00 MIRCH MISALA
05.08 | QUINTA
SALA CINEMATECA PETROBRAS
19h00 BAGHBAN
FICHAS TÉCNICAS E SINOPSES
27 down, de Awtar Krishna Kaul
Índia, 1974, 35mm, pb, 118’ | Legendas em inglês
Sudhir Dalvi, Om Shivpuri, Sadhu Meher, M.K. Raina
Menino vive com o pai, um motorista de trens, numa pequena cidade da Índia. Depois de
um acidente, seu pai torna-se bilheteiro da estação e o garoto começa a gastar seus dias
perambulando em meio aos vagões. Quando jovem, ele encontra numa de suas viagens
uma bela jovem com quem passa a se relacionar. Acreditando que ela está apaixonada, é
supreendido quando a moça o apresenta a um velho, na verdade, seu marido. Insatisfeito, o
rapaz empreende uma busca para tentar descobrir os motivos que levaram-na a mentir para
ele. Premiado no Festival de Locarno de 1974.
qui 08 21h00 | sex 16 18h30 | dom 01 20h30
Ankur, de Shyam Benegal
Índia, 1974, 35mm, cor, 131’ | Legendas em inglês | Exibição em DVCam
Shabana Azmi, Sadhu Meher, Anant Nag, Dalip Tahil
Mulher vive com o marido num humilde vilarejo indiano. O esposo é surdo-mudo e, juntos, eles
trabalham para um rico senhor. A situação de ambos altera-se radicalmente quando o filho
do proprietário, de regresso à casa paterna, apaixona-se por ela. Indicado ao Urso de Ouro
no Festival de Berlim de 1974, Ankur foge aos padrões de linguagem do cinema comercial
indiano. É considerado pela crítica um dos representantes do “Paralellal Cinema”, movimento
de vanguarda também conhecido como a Nouvelle Vague Indiana.
sex 09 15h00 | qua 14 18h00
Awaara, de Raj Kapoor
Índia, 1951, 35mm, pb, 193’ | Legendas em português
Prithviraj Kapoor, Raju, Nargis, Leela Chitnis
Rapaz é abandonado pelo pai, um juiz, anos depois de sua mãe ter sido expulsa de casa.
Desamparado, aproxima-se de um punguista, mas, tempos depois, descobre que o malandro
foi o responsável pela crise que encerrou o casamento de seus pais. Revoltado, ele mata o
homem e é preso. No julgamento, terá como advogada de defesa uma antiga namorada e,
como juiz, seu próprio pai. Ator, produtor e cineasta, Raj Kapoor recebeu de historiadores e
fãs o título de “Chaplin do cinema indiano”. Seus filmes alcançaram enorme sucesso não só
na Índia, chegando a circular pelo Oriente Médio, União Soviética e China. O vagabundo
concorreu ao Grande Prêmio do Júri no Festival de Cannes de 1953.
qua 07 19h30 | sáb 17 19h00 | qui 29 19h30
Baghban, de Ravi Chopra
Índia, 2003, 35mm, cor, 183’ | Legendas em português
Amitabh Bachchan, Hema Malini, Paresh Rawal, Lillete Dubey
Casal de indianos dedicou-se a vida toda para os filhos, investindo suas economias para o
bem-estar de todos, dando-lhes amor e conforto. Quando o pai decide se aposentar, nenhum
dos quatro filhos biológicos se dispõem a cuidar dos pais e eles passam a depender da
hospitalidade de estranhos até o dia em que velho resolve escrever um livro narrando a dura
experiência familiar.
qua 21 20h00 | sáb 24 19h30 | qui 05 19h00
A canção da estrada (Pather Panchali), de Satyajit Ray
Índia, 1955, 35mm, pb, 122’ | Legendas em português
Kanu Bannerjee, Karuna Bannerjee, Subir Bannerjee, Uma Das Gupta
Obra-prima de estreia do diretor Satyajit Ray, filme que deu origem à famosa Trilogia de Apu.
Filme moderno que dialoga com o neo-realismo italiano, com o cinema de Jean Renoir e com
o cinema clássico americano. Menino vive com a família num pobre vilarejo indiano. Seu pai,
um curandeiro sonhador e poeta é forçado a deixar a casa onde moram para buscar trabalho.
Premiado no Festival de Cannes de 1956.
ter 06 20h30 | qui 15 18h00 | sáb 31 20h30
Dil Se.., de Mani Ratnam
Índia, 1998, 35mm, cor, 163’ | Legendas em português
Shahrukh Khan, Manisha Koirala, Preity Zinta, Raghuvir Yadav
A serviço de uma rádio, descendente de militares viaja pela Índia na tentativa de fazer
entrevistas sobre o 50º aniversário da Independência Indiana. Numa de suas jornadas,
apaixona-se por uma bela e misteriosa mulher envolvida em atentados terroristas. Melodrama
político, Dil Se.. é a última parte da trilogia do diretor Mani Ratnam dedicada ao terrorismo.
Premiado no Festival de Berlim de 1998.
sáb 10 16h00 | ter 13 19h30
Do ankhen barah haath, de Rajaram Vankudre Shantaram
Índia, 1957, 35mm, pb, 143’ | Legendas em português
Rajaram Vankudre Shantaram, Sandhya, Ulhas, B.M. Vyas
Guarda de uma prisão tenta reabilitar seis terríveis assassinos levando-os para trabalhar numa
fazenda abandonada. Para compor a história do filme, baseada em fatos reais, o cineasta
inspirou-se nos preceitos da filosofia de Gandhi. Clássico da cinematografia indiana, foi
premiado com o Urso de Prata no Festival de Berlim de 1958. Além disso, foi também indicado
ao Globo de Ouro em 1959.
qui 08 18h00 | dom 18 16h00 | qua 28 19h30
Ek din pratidin, de Mrinal Sen
Índia, 1979, 35mm, cor, 95’ | Legendas em espanhol
Mamata Shankar, Gita Sen, Sreela Majumdar, Satya Banerjee
Como todos os dias, uma família aguarda ansiosamente a chegada de uma de suas filhas –
uma operária que sustenta toda a casa. No entanto, nesta noite, a jovem não retorna para o lar
depois do trabalho. À medida em que as horas passam, a espera dos familiares torna-se cada
vez mais angustiante até chegar ao desespero. Diretor de orientação marxista, Mrinal Sen é
autor de obras de forte cunho político. Ek din pratidin concorreu a Palma de Ouro no Festival
de Cannes de 1980.
qua 21 18h00 | dom 25 20h30 | sáb 31 18h30
Garm hava, de M.S. Sathyu
Índia, 1973, 35mm, cor, 146’ | Legendas em espanhol
Balraj Sahni, A.K. Hangal, Gita Siddharth, Jamal Hashmi
A dramática situação de uma família muçulmana que decide permanecer na Índia após a
divisão do país em 1947 – a partilha, resultado do movimento de independência chefiado por
Mahatma Gandhi, levou à criação da República da Índia e da República Islâmica do Paquistão.
Considerado uma das expressões da vanguarda do Paralellal Cinema, Garm hava é um dos
únicos filmes indianos a tratar do impacto da divisão do país sobre a comunidade muçulmana.
Concorreu a Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1974.
sex 23 20h30 | dom 25 18h00 | sex 30 18h00
Ghare-Baire, de Satyajit Ray
Ìndia, 1984, 35mm, cor, 140’ | Legendas em português
Soumitra Chatterjee, Victor Banerjee, Swatilekha Chatterjee, Gopa Aich
Desafiando tradições familiares, mulher é incentivada pelo marido a ter uma educação liberal e
universitária. A relação entre ambos é abalada quando seu marido a apresenta para um amigo
engajado nas lutas contra a Coroa britânica. Neste filme, Satyajit Ray trata da emancipação da
mulher num contexto de repressão e controle social. Concorreu a Palma de Ouro no Festival
de Cannes de 1984.
sex 09 17h30 | qui 15 20h30 | sex 30 20h30
Hum tumhare hain sanam, de K.S. Adiyaman
Índia, 2002, 35mm, cor, 172’ | Legendas em português
Salman Khan, Shahrukh Khan, Madhuri Dixit, Atul Agnihotri
Homem se casa com a mulher por quem foi apaixonado desde a infância. Apesar do amor
que a esposa lhe dedica, ele passa a suspeitar que ela tenha um caso amoroso com um velho
amigo, a quem conhece desde menina. Incitado pelo ciúme, o marido pede o divórcio. Ainda
que ela suplique, seu ódio cresce a cada dia.
qui 22 19h00 | sáb 24 16h30
Kannathil Muthamittal, de Mani Ratnam
Índia, 2002, 35mm, cor/pb, 123’ | Legendas em português
Madhavan, J.D. Chakravarthi, Nandita Das, P.S. Keerthana
Incitada pelo marido, membro do grupo separatista Tamil Tiger, uma mulher entrega a filha
para a adoção. Tempos depois, a fim de conhecer seus pais biológicos, a menina, já com nove
anos, decide voltar para casa e é envolvida pela guerra civil que acomete a região. Sua mãe
terá de lidar com a possibilidade de ela se tornar uma das crianças guerrilheiras do Tamil Tiger.
Premiado no Festival de Cinema de Jerusalém de 2003.
ter 06 18h00 | sex 16 21h00
Mirch masala, de Ketan Mehta
Índia/Inglaterra, 1985, 35mm, cor, 128’ | Legendas em português
Ram Gopal Bajaj, Benjamin Gilani, Mohan Gokhale, Nina Kulkarni
Na Índia sob o jugo britânico, uma mulher dá uma surra num fiscal de impostos que quer
obrigá-la a se deitar com ele. Ela se esconde dos soldados que saem em seu encalço
colocando toda os moradores da cidade onde mora na luta contra as autoridades.
sex 23 18h00 | ter 27 20h30 | qua 04 19h00
Pardes, de Subhash Ghai
Índia, 1997, 35mm, cor, 191’ | Legendas em português
Shahrukh Khan, Amrish Puri, Mahima Chaudhry, Apoorva Agnihotri
Bem-sucedido nos negócios, indiano vive nos Estados Unidos mas sente saudades de sua
terra natal. A fim de encontrar uma mulher para seu filho, ele resolve então voltar para a Índia.
Encontra a futura nora na casa de um velho amigo e, tempos depois, os dois jovens se casam
e passam a morar também nos Estados Unidos. No entanto, logo a moça descobre que seu
marido tem um especial gosto por bebidas alcóolicas.
ter 20 19h30 | dom 01 15h30
Theeviravaathi: The terrorist, de Santosh Sivan
Índia, 1999, 35mm, cor, 95’ | Legendas em português | Exibição em betacam digital
Ayesha Dharker, K. Krishna, Sonu Sisupal, Vishwas
Produção independente inspirada por eventos em torno do assassinato do ex-Primeiro Ministro
Rajiv Gandhi. Jovem se alia a uma organização terrorista e voluntaria-se para matar um político
num ataque suicida. Em meio aos preparativos, ela descobre que está grávida. Hesitante,
passa a questionar a natureza do sacrifício que está prestes a fazer. Primeiro filme indiano
exibido no Sundance Film Festival, foi comprado e distribuído nos Estados Unidos pelo ator
John Malkovich.
sáb 10 14h00 | ter 27 18h30
Zubeidaa, de Shyam Benegal
Índia, 2001, 35mm, cor, 153’ | Legendas em português
Karisma Kapoor, Rajit Kapoor, Surekha Sikri, Amrish Puri
Filha de cineasta, uma jovem trabalha secretamente como atriz. Ao tomar conhecimento do
ofício da filha, o pai a proíbe de atuar e lhe arranja um casamento. Ela dá luz a um filho e tudo
parece estar bem quando uma briga familiar faz com que seu marido peça o divórcio. Atriz
consagrada, uma das principais estrelas de Bollywood, Karisma Kapoor interpreta o papel da
jovem Zubeida.
dom 11 19h30 | qua 14 20h30 | ter 03 19h00

Advertisements

Read Full Post »