Feeds:
Posts
Comments

Archive for the ‘Publicidade’ Category

As Brasileiras de Bolywood

A Índia foi invadida por atrizes e modelos brasileiras que começam a fazer carreira no cinema de Bollywood
Juliana Resende, de Londres – Revista Época
O caso de amor do Brasil com a Índia está longe de acabar com o fim da novela Caminho das Índias. A boa-nova é que o interesse dos brasileiros está sendo correspondido, apaixonadamente. Gisele Bündchen na capa da Vogue India, em outubro do ano passado, assinalou um fenômeno que já virou até tema de filme: a invasão de Bollywood por atrizes e modelos brasileiras. Na semana passada, foi exibida no Festival do Cinema Brasileiro de Paris a primeira coprodução indo-brasileira. O Sonho Bollywoodiano (Bollywood Dream). O longa-metragem de ficção narra a experiência de três atrizes brasileiras que vão à Índia tentar fazer a fama e fortuna em Bollywood.
“Por incrível que pareça, o filme é anterior a este boom”, diz a diretora Beatriz Seigner, de 25 anos. Ela é tão apaixonada pela Índia que morou no país por seis meses, em 2006. Foi nessa época que teve a ideia de fazer o filme, o segundo mais votado pelo público na 33a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, em 2009. “As brasileiras são sensuais, dançam bem, usam biquíni e são um ingrediente estrangeiro nos filmes”, diz Beatriz. Para a diretora, filmar na Índia foi uma experiência “fascinante e difícil”. “Por eu ser mulher, tinha de falar com a equipe por meio de um homem e sentia que não me levavam a sério”, afirma.

As modelos convertidas em atrizes que mais fazem sucesso em Bollywood são Giselli Monteiro [direita, na foto], Maria Gomez e Bruna Abdullah [esquerda]. Cada uma delas a sua maneira. Enquanto o rebolado de Bruna Abdullah, numa dança no filme Cash (Dinheiro), a alçou ao status de celebridade de Bollywood, Giselli Monteiro conseguiu transcender a barreira da língua e está fazendo uma sólida carreira na Índia. “Vim primeiro com a intenção de trabalhar como modelo, pois em todos os outros países que havia visitado as pessoas sempre me perguntavam se era indiana”, diz. Nos primeiros 20 dias na Índia, ela conheceu Imtiaz Ali, que viria a ser o diretor de seu primeiro filme, Love Aaj Kal (Amor Ontem e Hoje). “Depois que eu fiz o teste, ele disse que que eu me encaixava perfeitamente no papel da típica indiana dos anos 60, para o qual ele havia procurado uma atriz no país inteiro”, diz Giselli, de 22 anos. “Não é uma tremenda ironia?”. Depois dessa estreia bem-sucedida, outras oportunidades surgiram. A brasileira já acertou sua participação no próximo filme do diretor Ravi Chopra, Puraani Jeans (Jeans Surrados), e se prepara para outros papéis. “Estou estudando híndi”, afirma Giselli. Ela acredita que portas se abrem para as brasileiras pelo fato de a “fisionomia ser parecida com a das indianas” e pela união do “jeitinho brasileiro com o modo de ser indiano”. Para a modelo, adaptar-se é natural, mas difícil. “Amo os indianos. Posso dizer que achei uma família aqui”, diz. “Mas eles fazem uma comida muito apimentada, e com isso eu ainda não em acostumei.”
Bruna Abdullah, de 23 anos, também tinha como planos trabalhar como modelo e participar de reality shows na Índia. Agora, se divide entre campanhas publicitárias – o mercado indiano atende à demanda local e global – e um papel no filme I Hate Luv Storys (Odeio Histórias de Amor), do diretor Karan Johar. Outra morena que está prosperando em Bollywood é Maria Gomez, de 22 anos, cuja semelhança com a mexicana Salma Hayek é constantemente apontada pela imprensa indiana, e constitui um diferencial a seu favor. Leena Yadav, diretora do filme Teen Patti (o título se refere a um jogo de cartas indiano), no qual Maria atuará, diz que a brasileira está sendo procurada para várias outras produções.
Teen Patti terá sir Ben Kingsley no elenco. Será a estreia do ator britânico descendente de indianos em Bollywood. Adorado na Índia pela interpretação do líder pacifista Ghandi, pelo qual ganhou o Oscar em 1982, Kingsley se prepara para filmar na Índia o romance Taj, em referência ao palácio Taj Mahal. O projeto é de sua produtora, Lavender Films, que leva o sobrenome de sua mulher, a atriz brasileira radicada em Londres Daniela Lavender. Na produção britânica, Daniela, de 35 anos, fará a mulher do imperador Shah Jahan (1628 – 1658), vivido por Kingsley. Jahan construiu o Taj Mahal para sua esposa mais amada, Mumtaz Mahal.
“Estivemos na Índia recentemente e é impressionante algumas semelhanças com o Brasil”, diz Daniela. “O povo indiano cultua a família e a alegria de viver. Eles têm uma atitude relaxada e positiva perante as adversidades de uma sociedade longe do ideal, assim como os brasileiros”. Ela mesma uma estrangeira, premiada no Reino Unido pela atuação no filme Emotional Backgammon (Gamão Emocional), de 2003, Daniela diz que admira o triunfo das brasileiras na Índia. “Isso é resultado de trabalho duro”, afirma.
Se o mundo está descobrindo Bollywood, como acredita a diretora Beatriz Seigner, Bollywood está descobrindo o Brasil – e vice-versa. Para o expert e autor do blog cinemaindiano.blogspot.com, Ibirá Machado, o olhar dos produtores indianos está convergindo para o Brasil desde 2006, quando o longa-metragem Dhoom (Explosão) foi parcialmente filmado no Rio de Janeiro. “A indústria de cinema indiano quer novos rostos bonitos” – coisa que há de sobra no país de Juliana “Maya” Paes.
Advertisements

Read Full Post »

Read Full Post »

Read Full Post »

Read Full Post »

By Ligia Harada, Revista Dos Eventos

1 Festival de Bollywood & Cinema Indiano

Sessoes lotadas e aplaudidas em pe foram o resultado dos esforcos da AIC – Academia Internacional de Cinema e a ITPO para trazer ao Brasil um pouco da maior indústria de filmes fora de Hollywood, os filmes da ja apelidada Bollywood, que foram exibidos de 7 a 11 de marco, na Cinemateca Brasileira em Sao Paulo.

Tratados como verdadeiros embaixadores culturais da India, os filmes de Bollywood atraem grandes plateias do mundo todo, que extasiadas, aprendem um pouco sobre uma cultura que ao mesmo tempo e tao diferente e ate mesmo exotica, soa um tanto familiar para os brasileiros. Afinal de contas, eles adoram dancar, adoram cantar, apreciam grandes aventuras, se deleitam com mulheres lindíssimas e acima de tudo, prezam sempre pelo bom humor, caracteristicas muitas vezes reconhecidas como brasileiras por ai afora.

A programacao contou com algumas das maiores producoes indianas da atualidade, como o thriller de acao do lendario produtor Yash Chopra, Dhoom 2, primeiro filme de Bollywood a ser filmado no Brasil, Dilwale Dulhania Le Jayenge, um dos filmes mais bem sucedidos da historia indiana, tendo sido exibido nos cinemas por mais de dez anos e atraido milhoes de telespectadores, Fanaa um romance que persiste durante intrigas politicas e encontra a luta de independencia da Kashmira como pano de fundo e The terrorist, primeiro filme indiano a ser exibido no Sundance Film Festival e tao apreciado pelo ator americano John Malkovich, que ate o comprou para distribuicao nos Estados Unidos.

Read Full Post »

Folha Online,

Durante a primeira quinzena do mes de marco, a Cinemateca Brasileira vai apresentar alguns dos maiores filmes indianos de Bollywood, a industria cinematografica indiana.

A 1st Mostra de Filmes de Bollywood levara ao publico os astros Hrithik Roshan e Aishwarya Rai e alguns classicos da meca do cinema indiano, como a trama de acao do lendario produtor Yash Chopra, “Dhoom 2” –primeiro filme de Bollywood a ser gravado no Brasil.

O termo Bollywood comeou a ser utilizado como uma brincadeira para designar a “Hollywood de Bombaim (como e chamada uma das principais cidades da India, Mubai, em diversos paises).”

O festival em Sao Paulo coincide com uma feira de comercio, durante a qual companhias indianas vao apresentar seus produtos e desenvolver relacoes comerciais com o Brasil.

Entre os filmes programados, o classico indiano “Dilwale Dulhania Le Jayenge”, comedia romantica sobre dois amantes indianos que tentam escapar das imposicoes de suas familias durante um casamento tradicional na India.

A cinemateca tambem traz ao pais “The Terrorist”, filme independente inspirado no assassinato do ex-primeiro-ministro Rajiv Gandhi — um dos primeiros filmes indianos exibidos no Sundance Film Festival.

Confira a programacao:
07/3 – quarta-feira
20h40: “Dhoom 2”, de Sanjay Gadhvi (India, 2006, 152′ – versao em hindu com legendas em portugues)
Sinopse: Jai e Ali, os melhores policiais da India, perseguem um ladrao conhecido apenas como “Mr. A”. Durante um grandioso roubo em Mumbai, “Mr. A” encontra a linda ladra Sunehri e, juntos, os dois fogem para o Rio de Janeiro.

08/3 – quinta-feira
21h: “The terrorist”, de Santosh Sivan (India, 1999, 95′ – versao em tamil com legendas em ingles)
Sinopse: Inspirado no assassinato do ex-primeiro-ministro Rajiv Gandhi, o filme venceu o principal premio do Festival Internacional de Cinema do Cairo e foi o primeiro longa indiano a ser exibido no Sundance Film Festival. O ator americano John Malkovich comprou os direitos para distribui-lo nos Estados Unidos.

09/3 – sexta-feira
20h30: “Fanaa”, de Kunal Kohli (India, 2006, 168′ – versao em hindu com legendas em portugues)
Sinopse: Zooni Baig e cega de nascimento e vive em uma pequena cidade na politicamente instavel regiao da Caxemira. Durante uma viagem com seu grupo de danca, ela encontra Rehan Khan, por quem se apaixona. A paixao vai conduzi-la a um mundo de intrigas politicas entre grupos separatistas, que lutam pela independencia da Caxemira.

10/3 – sabado
20h: “Dilwale dulhania le jayenge”, de Aditya Chopra (India, 1995, 189′ – versao em hindu com legendas em portugues)
Sinopse: Raj e Simran sao jovens indianos vivendo em Londres que, acidentalmente, se conhecem durante uma viagem pela Europa. Eles se apaixonam, mas Simran esta prometida a um indiano. Raj nao desanima e segue seu amor ate a India, onde os dois tentam convencer a todos que precisam ficar juntos.

11/03 – domingo
20h: “Dhoom 2” (reprise)

“1 Mostra de Filmes de Bollywood”
Onde: Sala Cinemateca (largo Senador Raul Cardoso, 207, Vila Mariana, tel. 0/XX/11 5084-2177, ramal 210, ou 5081-2954)
Quando: de 7 a 11 de março
Quanto: gratuito

Read Full Post »

For the first time ever, a Bollywood film festival is taking place in the zealous land of Brazil. A host of Bollywood films will be showcased at the Bollywood Film Festival at Cinemateca in Sao Paulo.

The event will take place from the March 6 to the 11 this year. Amongst those presenting their films is the YRF banner, which will screen its action-packed blockbuster Dhoom 2. This is all the more special for Yashraj because Dhoom 2 is the first Indian film ever to be shot in Brazil.

As a part of this promotion, Brazilian audiences will get to see Hrithik Roshan, Aishwarya Rai, Uday Chopra and Bipasha Basu shake a leg at exotic locales across Brazil, like the Sugarloaf Mountain and the beaches of Ipanema. Some of the other films that will be screened at this one-of-its-kind festival include the super-hit flick Dilwale Dulhania Le Jayenge and the critically acclaimed Ayesha Dharkar starrer The Terrorist.

Reportedly, Bollywood is as big as it gets, even in the country of Brazil. The President of the Indo-Brasilian Chamber of Commerce was quoted saying that 3.5 billion people watched Indian films in 100 countries last year. And this year, with the Bollywood Film Festival, Brazil will not be far behind.

By IndiaFM News Bureau, February 20, 2007

Read Full Post »

Older Posts »